Andar de montanha-russa deixa as pessoas mais fáceis

Quem está de paquera e tem vergonha de dizer, aproveita e tenta a sorte… Na saída da montanha-russa. Pesquisadores da Universidade do Texas (EUA) abordaram 300 homens e mulheres em um parque de diversões — metade enquanto esperavam na fila para entrar e os outros logo após saírem do passeio na montanha-russa.

O teste era simples: os participantes viam uma foto de uma pessoa do sexo oposto e tinham que dizer o quão atraente achavam que ela era. Alguns avaliavam também o sex appeal da pessoa que iria ou tinha acabado de ir no brinquedo ao seu lado.

E, segundo os pesquisadores, o pessoal saía da montanha-russa muito mais facinho: eles tendiam a achar os modelos das fotos (e também os parceiros de carrinho) consideravelmente mais bonitos do que quem ainda estava na fila para entrar.

A explicação, diz o estudo, está em algo que os cientistas chamam de teoria da transferência de excitação — a ideia de que resíduos da empolgação causada por um estímulo amplificam a empolgação causada por um outro estímulo que vem logo em seguida.

Crédito da foto: michaelpatrick @flickr
Fonte: PubMed – NCBI / Super Interessante

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.