Cadela recebe herança maior que filho de milionária

Gail Posner, morta aos 67 anos, deixou R$ 14,1 milhões para a chihuahua Conchita

Uma cadela chihuahua dos Estados Unidos recebeu uma mansão de R$ 14,1 milhões (US$ 8 milhões) de fundos de R$ 5,3 milhões (US$ 3 milhões) como herança de sua dona, uma milionária de Miami, cujo filho, a quem deixou apenas (US$ 1 milhão), briga agora na Justiça para destituir os bens do animal, informou nesta segunda-feira a imprensa local.

A milionária americana Gail Posner, que morreu em março aos 67 anos, vivia em uma mansão em Sunset Island, em Miami Beach, acompanhada de seu chihuahua Conchita, que usava pingentes de diamante e outras excentricidades, com mais dois cães, April María e Lucía.

A cadela também contava com a assistência permanente de diversas criadas, guarda-costas e um personal trainer, aos quais a milionária deixou (US$ 27 milhões) e o direito de ficarem na mansão sem pagar aluguel enquanto cuidam dos animais até que eles morram, segundo informa o Miami Herald.

Se Conchita pode se tornar uma cadela milionária, e uma corte de Miami decidirá se ela está habilitada a ficar com o dinheiro. Bret Carr, o único filho vivo de Posner, entrou com um processo para disputar a herança da mãe.

Segundo Carr, de 46 anos, sua mãe tinha problemas psíquicos como resultado de maus tratos e abusos do pai, o milionário americano Victor Posner, já morto. Em entrevista ao jornal Miami Herald, ele disse que a mãe pode ter sido manipulada para fazer um testamento que o deixou totalmente excluído.

– Ela nunca teria feito algo semelhante, a menos que estivesse sob alguma influência extrema (…). Ao proteger e mimar esses cães, ela queria mimar a menininha que havia dentro dela, abusada [pelo pai] e que nunca se sentiu segura em sua própria casa.

Fonte: AFP / Daily Mail

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.