Família se arma até os dentes para enfrentar ‘ameaça terrorista’

Depois do fatídico 11 de Setembro, o sentido de segurança sofreu um processo de radicalização nos Estados Unidos. Alguns casos beiram à paranoia. É o que parece ser o caso da família Miracle, de Sterling Heights, no estado de Michigan. Para se proteger da “ameaça terrorista”, a família guarda em casa nada menos que 25 armas, incluindo várias de grosso calibre.

A pequena Morgana, de 6 anos, não raramente é vista com seu rifle .22 e sua boneca Barbie. Sua irmã Raven, de 9, também tem seu .22, dado de presente quando ela tinha 7 anos. Como é para menina, a arma é rosa.

“Meu pai diz que estou virando uma boa atiradora”, contou Raven, segundo o “Sun”.

Lee e Katerina afirmam que manter as armas em casa e treinar os familiares são deveres cívicos contra a “ameaça estrangeira”. O chefe da família foi treinado no Exército em armas avançadas e técnicas de sobrevivência em situações extremas.

“Tivemos um caso em que um terrorista nigeriano tentou explodir um avião em Detroit, a apenas uma hora da minha casa, no dia de Natal”, contou Lee, que criou uma milícia antiterror (ou seria xenofóbica?). “E ele disse que outros integrantes da al-Qaeda estão planejando ataques semelhantes contra os EUA. Tenho que me certificar de que a minha família pode se defender”, acrescentou.

Fonte: The Sun / O Globo

2 thoughts on “Família se arma até os dentes para enfrentar ‘ameaça terrorista’

  1. uauahuahauahu
    tow dizendo é o apocalipse!!!
    quer dizer de nada adianata tanta arma, se simplismente os terroristas jogarem uma bomba…
    E a garotinha vai se defender como? So o impulso da arma joga ela no chao (rs) iaiaiaiaia

    Responder
  2. uauahuahauahu
    tow dizendo é o apocalipse!!!
    quer dizer de nada adianata tanta arma, se simplismente os terroristas jogarem uma bomba…
    E a garotinha vai se defender como? So o impulso da arma joga ela no chao (rs) iaiaiaiaia

    Responder

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.