Homem finge ser policial para comprar rosquinhas com desconto

Um homem de 48 anos foi preso no condado de Pasco, na Flórida, após se passar por um policial para conseguir “descontos especiais” ao comprar rosquinhas em uma unidade da rede “Dunkin’ Donuts”.

Segundo afirmou uma das funcionárias do estabelecimento, Charles Barry ia todo fim de semana junto com a família comprar rosquinhas, mesmo não tendo direito a um preço diferenciado. Quando ia comprar a comida, o homem mostrava um distintivo (falso), um revólver no coldre e afirmava que gostaria de comprar rosquinhas com “desconto policial”.

A “casa caiu” para Barry quando um capitão de polícia foi ao local para tomar café e a funcionária perguntou se era comum policiais pedirem desconto. A resposta foi que os oficiais poderiam aceitar o desconto se ele fosse ofertado, mas jamais pedi-lo.

Iniciou-se então uma investigação e alguns policiais ficaram em alerta para o caso de Charles aparecer novamente. E ele apareceu, mas dessa vez a funcionária negou-se a dar o desconto, irritando o “policial”. “Sou um policial de 1,85 m e 145 kg”, disse Charles,ameaçando a mulher.

Quando deixou a loja, Barry foi seguido por policiais de verdade e o abordaram, encontrando o revólver, munição, e um distintivo falso.

Levado para a prisão do condado de Pasco sob acusação de se passar por um policial e porte incorreto de arma de fogo, o americano lamentou. “Fiz algo estúpido. Mostrei um distintivo para conseguir desconto na comida”. Após pagar fiança de R$ 12 mil, Barry foi solto.

Fonte: The Smoking Gun

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.