Juraram amor eterno até ganharem na loteria

Euromilhões

Dois anos depois de ganhar 15 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões) na loteria, um casal de ex-namorados portugueses não consegue chegar a um acordo. Cristina Simões, 22 anos, quer todo o dinheiro, já Luís Ribeiro, 25 anos, aceita dividir o montante em partes iguais, mas enquanto não chegam a um acordo, o prêmio permanece em uma conta em que não pode ser movimentado.

Os milhões separaram os jovens universitários da cidade portuguesa de Barcelos, que namoravam desde 2005. Luís costumava jogar todas as semanas no Euromilhões e, com o tempo, Cristina adquiriu o mesmo hábito. Em 19 de janeiro de 2007, o casal ganhou o prêmio milionário e depositou o dinheiro em uma conta conjunta com os pais de Cristina.

As brigas teriam começado quando Ribeiro tentou tirar parte do valor para ajudar seus pais, que trabalham no campo, e foi impedido pelos sogros, também trabalhadores rurais. Os pais de Cristina exigiam que o rapaz se casasse com ela para só depois sacar o dinheiro.

Em reposta, Ribeiro conseguiu na Justiça que o dinheiro fosse congelado. A confusão terminou com o relacionamento e deu início à luta judicial.

Cristina reivindica a propriedade do dinheiro porque, de acordo com seu advogado, foi ela que escolheu os números do bilhete premiado. Ribeiro, que pagou dois terços da aposta, propõe que o benefício seja dividido.

Separados pela disputa de R$ 43 milhões, os jovens continuam vivendo na casa de seus pais, a apenas 6 km de distância. No início de abril, os dois deveriam ter comparecido ao Tribunal de Barcelos para chegar a um entendimento, mas Cristina não foi à audiência e agora o caso irá a julgamento.

Fonte: Terra

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.