Mulher é presa por tentar assistir a jogo de vôlei no Irã

Ghoncheh Ghavami foi detida em junho quando estava em um grupo de mulheres que desejavam assistir a uma partida da Liga Mundial masculina

Uma iraniana que também tem a cidadania britânica, detida em Teerã depois de uma tentativa de assistir uma partida de vôlei masculino, foi condenada a um ano de prisão, anunciou o advogado de defesa.

“Hoje, o presidente do tribunal me mostrou a sentença, na qual minha cliente é condenada a um ano de prisão”, disse à agência de notícias ILNA Mahmoud Alizadeh Tabataí, o advogado da jovem.

Ghoncheh Ghavami, 25 anos, foi detida em junho em um ginásio de Teerã, quando estava em um grupo de mulheres que desejavam assistir a uma partida da Liga Mundial entre Irã e Itália.

A jovem foi liberada após algumas horas, mas alguns dias depois voltou a ser detida. O julgamento aconteceu no mês passado.

O advogado destacou que, como a cliente não tem antecedentes, uma redução de pena é possível.

iraniana detida

As autoridades iranianas afirmaram que Ghavami foi detida não por tentar assistir uma partida de vôlei masculino, e sim por razões de segurança. A jovem passou 126 dias detida na famosa prisão de Evin em Teerã.

Todas as mulheres, inclusive as jornalistas credenciadas, foram impedidas de assistir ao jogo de vôlei masculino entre Irã e Itália no ginásio Azadi de Teerã.

Fonte: AFP

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.