Pianista pode ser condenada a prisão por poluição sonora

Uma pianista espanhola pode ser condenada a até sete anos de prisão por poluição sonora causada por seu piano.

Uma mulher, identificada como Sonia B., acusa a pianista Laia Martin, 27, de ter causado danos psicológicos permanentes.

Sonia afirma que sofreu com os ‘barulhos’ do piano entre 2003 e 2007 devido às sessões de oito horas de prática de Laia, cinco dias por semana.

A reclamante vivia um apartamento acima da residência da pianista na cidade de Puigcerdà, no nordeste da Espanha. Ela diz que tinha dificuldades para dormir por causa do barulho e que desenvolveu sérios problemas de ansiedade.

À Justiça, Sonia contou que precisou se mudar de casa e que agora odeia pianos.

Laia, que trabalha como pianista profissional, nega ter tocado por tanto tempo em casa e diz que viajava muito pelo país para trabalhar.

Além disso, a pianista diz que pratica piano em uma sala à prova de som e acusa um supermercado, no andar térreo do prédio, de fazer muito mais barulho do que ela.

O julgamento deve terminar na sexta-feira (15). Além da prisão, Laia pode ser condenada a pagar uma multa e ser banida de tocar qualquer tipo de instrumento musical por quatro anos.

Fonte: AP

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.