‘Pior do ano’, Felipe Melo diz que vive melhor momento da carreira

Felipe Melo - Bidone d'oro

Terceiro brasileiro eleito o pior jogador do ano no futebol italiano, o volante Felipe Melo afirmou que não merece o “prêmio” e que levou a eleição do Bidone D’Oro na brincadeira. O atleta do Juventus foi o mais votado na pesquisa feita pelo programa “Catersport”, da Rádio RAI 2, entre 18.752 torcedores.

– Esse foi meu ano na carreira. Fiz 15 jogos pela seleção brasileira, titular em todos, e empatei apenas um, vencendo todos os outros. Fui eleito pela Federação Italiana o melhor da rodada em duas oportunidades – disse.

O primeiro vencedor do Bidone D’Oro, que pode ser traduzido como “Perna-de-pau de ouro”, foi Rivaldo, em 2003, quando defendia o Milan. Depois, Adriano venceu a eleição duas vezes pelo Inter de Milão, em 2006 e 2007.

Felipe Melo disse que soube da eleição pela repercussão na imprensa brasileira e que ficou chateado por ler a notícia em seu país. Segundo o ex-jogador de Flamengo, Cruzeiro e Grêmio, “prêmio” não é levado a sério na Itália.

– Se fosse verdade, ficaria preocupado. Essa eleição não tem a menor repercussão aqui na Itália, pois é feita por uma rádio que nem sequer transmite futebol e faz humor. Já deram esse prêmio até mesmo para jogadores que no mesmo ano disputavam o título de melhor do mundo. Além de tudo, os radialistas são de Florença, e o torcedor da Fiorentina ficou muito chateado com minha saída para o rival – disse Felipe Melo, que trocou a Viola pela Velha Senhora no meio do ano.

Fonte: Globo Esporte

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.