Polícia encontra 50 gatos mortos em congelador de suspeito por pedofilia

A polícia entrou em uma casa na Flórida, Estados Unidos, para prender um homem por posse de pornografia infantil, mas não estava preparada para o que encontrou: 50 cadáveres de gatos guardados no congelador.

Doug Westcott, de 55 anos, também vivia com 35 gatos vivos que usavam várias caixas de areia repletas de urina e fezes, provocando um odor insuportável na casa em Lake Worth que obrigou a polícia do condado de Palm beach, Flórida (sudeste do país), a utilizar máscaras, informou nesta quinta-feira o jornal local The Palm Beach Post.

As autoridades encontraram os cadáveres dos 50 gatos em quatro congeladores, um fato que surpreendeu inclusive o diretor do escritório de proteção de animais local, David Walesky, que disse ao jornal que em casos anteriores as pessoas que guardavam animais mortos os colocavam em armários ou quartos traseiros.

Os vizinhos de Westcott descreveram sua conduta estranha, como sua propensão a andar sem camisa e tentar dar pequenos presentes às crianças.

O penetrante cheiro de gato chegava aos arredores da casa e os animais entravam e saíam por conta própria, disseram.

Walesky indicou que Westcott se recusa a ceder a custódia de seus gatos vivos, razão pela qual um juiz decidirá o destino dos animais em 30 dias.

O funcionário lamentou que por falta de recursos o gabinete de proteção de animais provavelmente realizará necropsias em apenas alguns dos gatos mortos, e não em todos.

Fonte: EFE

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.