Professora mantinha filho em cárcere privado sem frequentar a escola

Uma mulher foi detida na noite de quinta-feira (6) em Campinas por manter o filho de 7 anos em cárcere privado. De acordo com os policiais militares, a criança estava presa em uma casa no bairro Shangrilá, em um condomínio de classe média alta, por um ano. A mãe não visitava o menino há um ano, segundo as primeiras informações. Uma babá cuidava da criança.

Vizinhos desconfiaram da movimentação na casa e chamaram os policiais. Na delegacia,a mulher disse que tem problemas com ex-maridos e o nascimento de outra criança. “Ela sustentava a casa, mas não frequentava”, explicou o delegado Rodrigo Monteiro, que atendeu o caso no 1º Distrito Policial de Campinas. A mãe mandava roupas e alimentos para a casa onde o garoto morava. O Conselho Tutelar, porém, irá indiciá-la por abandono intelectual, uma vez que o menino não estava matriculado em nenhuma escola, por cárcere privado e por abandono de incapaz.

“O menino não apresenta maus tratos (físicos). Ele tem dificuldade na fala e o comportamento dele não condiz com uma criança de sete anos. Ele é bem infantilizado”, afirmou a conselheira tutelar.

O garoto foi levado pela conselheira tutelar para um abrigo. Caberá à Vara da Infância e Juventude a decisão se o garoto será entregue para alguém da família.

A Polícia Civil abrirá um inquérito e a mãe e a babá, que trabalhava na casa, podem responder por cárcere privado e abandono intelectual. O delegado Rodrigo Monteiro afirmou que a mãe pode ser liberada após prestar depoimento.

Fonte: EPTV

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.