Rodman diz que ditador lhe dará 100 mulheres por semana para treinar a Coreia do Norte

Dennis Rodman conta com uma carreira no basquete marcada por diversas polêmicas. Agora aposentado, o ex-jogador continua chamando a atenção da mídia devido sua relação com o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-Un. Segundo a lenda da NBA, o político lhe fez um pedido inusitado para treinar a equipe de basquete do país para buscar uma vaga nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.

Questionado e criticado por ter aceitado trabalhar para um país inimigo da Coréia, Rodman tratou de explicar sua opção. “Cheguei e haviam 100 meninas, todas belas asiáticas, esperando por mim. Como é que alguém vai resistir a isso? Dei a cada uma delas um passeio pela estrada de ferro Dennis Rodman, se é que você me entende. Não sei como ele sabia que eu gosto de meninas asiáticas, mas Kimmy é esperto”, afirmou.

Além da grande diversão que terá com as garotas asiáticas, Rodman também receberá US$ 2 milhões por ano para ser treinador da Coreia do Norte. “E agora Kimmy diz que vai encontrar 100 novas garotas para mim por semana. Toda semana! E ainda vai me pagar US$ 2 milhões por ano para ser treinador. Honestamente, você recusaria uma proposta dessas? Jesus Cristo não recusaria uma oferta como essa”, polemizou.

Agora resta saber como o ex-ala do Chicago Bulls e Detroit Piston conseguirá tempo para treinar o time de basquete da Coreia do Norte.

Fonte: POP

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.