USP Leste coloca carteira de criança para universitários

Em algumas salas de aula da USP Leste, carteiras para universitários dividem espaço com outras menores, semelhantes às usadas em turmas de ensino fundamental.

A universidade comprou um lote de carteiras indicadas para crianças e colocou os equipamentos para uso dos universitários.

As carteiras menores teriam sido compradas por terem o preço mais baixo em uma licitação -as especificações não teriam sido observadas pela universidade, que diz investigar o caso.

Para escrever nessas carteiras, um jovem de estatura média tem que se curvar para se apoiar no tampo da mesa, o que pode causar danos aos joelhos e à coluna.

“Todo mundo fica fugindo dessas carteiras porque são apertadas e não dão um bom apoio para as costas. Só os alunos mais baixos acabam usando”, disse um estudante de gestão ambiental que não quis se identificar.

Medidas

Ao comparar as dimensões dos dois tipos, é possível verificar o incômodo sentido por quem sentará na menor.

Ambas as carteiras têm a mesa acoplada à cadeira. A diferença entre a altura da mesa da menor e da maior é de 7 cm (68 cm, ante 75 cm).

Já a cadeira do móvel pequeno tem um assento 5 cm mais estreito do que o da maior (38 cm, contra 43 cm).

Os alunos mais altos ou gordinhos ficam apertados na carteira.

Resposta

Procurada na sexta-feira, a assessoria de imprensa da USP Leste informou que há um “processo” em andamento sobre a compra das carteiras menores, mas disse que não teria mais informações para divulgar dentro do prazo dado pela reportagem.

A universidade foi questionada sobre o valor pago por esses móveis e quando eles foram comprados, mas não respondeu.

A assessoria também não informou quantas dessas carteiras foram compradas nem por que foram aceitas mesmo fora das especificações.

Fonte: Agora

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.