Vício em internet faz mulher emagrecer 30 quilos

Ela não conseguia se desconectar e pediu ajuda profissional.
Pesquisa revela que oito milhões de brasileiros são viciados em internet.

O uso excessivo da internet pode causar dependência. Foi isso que aconteceu com a auxiliar de cozinha Lucélia Cristina Paes. Ela foi internada porque não conseguia se desconectar. De um ano para cá, o hábito virou vício. Ela passava tanto tempo navegando que esquecia até de comer.

Lucélia emagreceu 30 quilos e os danos não pararam. “Eu perdi a família, meu esposo pediu a separação e divórcio e perdi o emprego”, conta.

Agora, com 26 anos a auxiliar de cozinha pediu ajuda e resolveu se internar em uma clínica de reabilitação. Ela foi proibida de usar computador ou celular por pelo menos três meses. Depois de duas semanas de internação, Lucélia começou a redescobrir como é a vida sem internet. “Quero tudo de volta. Uma Lucélia que sorria, conversava com todo mundo, brincava. Tudo tinha seu horário.”

Pesquisa

Uma pesquisa do Hospital das Clínicas de São Paulo revela que oito milhões de brasileiros são viciados em internet. A dependência atinge 10% dos usuários de computadores e 20% das pessoas que têm smartphones.

Os principais sintomas são:

– Preocupação excessiva em permanecer conectado;
– Mentir sobre a quantidade de horas que fica navegando;
– Deixar que a dependência afete o trabalho e as relações pessoais;
– Sensação de angústia, irritabilidade e até depressão quando não estiver conectado.

“À noite, se você está sem internet, você vai dormir. Se não conseguir pegar no sono rapidamente ou você ficar com uma certa angústia porque você não conseguiu ler, também preste atenção”, alerta o psiquiatra Jorge Henna.

O psiquiatra completa: “essa coisa do dependente achar que ‘eu paro a hora que eu quiser, eu consigo controlar o meu acesso à internet’, esse é um problema. A pessoa tem que saber que tem que usar as coisas controladamente.”

Em algumas cidades há grupos de apoio para ajudar dependentes de internet a abandonar o vício. Em São Paulo, por exemplo, esse trabalho é feito no Hospital das Clínicas.

Fonte: Jornal Hoje

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.