Camisinhas jogadas por atletas quase entopem esgoto de Vila Olímpica

Quase meio milhão de preservativos foram distribuídos aos atletas da Rio 2016, uma cifra enorme que sugere que na Olimpíada, além de esporte, pratica-se muito sexo

E de fato os atletas são recordistas quanto a prática de sexo na Vila Olímpica. Isso porque, segundo o jornal O Globo, o sistema de esgotamento sanitário do Eixo Olímpico, localizado na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, por pouco não entrou em colapso, o que teria causado um grande alvoroço na Vila dos Atletas.

A maioria dos brasileiros joga papel higiênico usado no lixo, algo que é encarado com surpresa por americanos ou europeus que vêm fazer turismo por aqui. É que, nesses países, quase todo mundo joga tudo na privada, e morre de nojo de pensar em manusear o cesto com resquícios de fezes diariamente. O mesmo parece que ocorreu com o preservativo durante a olimpíada. Já que o entupimento dos encanamentos quase aconteceu devido ao excesso de camisinhas usadas que foram jogadas nos vasos sanitários dos dormitórios dos atletas, e o único motivo de nenhum ‘acidente’ ter acontecido foi pelos objetos terem ficado presos na grade do coletor que impede resíduos sólidos chegarem aos canos.

Dinheiro Público

Os preservativos foram comprados com dinheiro público brasileiro e, em média, haviam mais de 40 unidades disponíveis para cada atleta, para apenas 19 dias de competições.

camisinha olimpiadas

Recorde Anterior

Em 2007, nos Jogos Pan-Americanos do Rio, um fato semelhante também ocorreu. Porém, naquela ocasião, o esgotamento sanitário ficou entupido. O prédio da Argentina, na Vila do Pan, foi o único que sofreu com o incidente, pois os Hermanos também jogaram diversas camisinhas descarga abaixo.

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.