Cão mais velho do mundo morre aos 21 anos nos EUA

Dachshund Chanel

O cão que detinha o título de mais velho do mundo, segundo o Guinnes Book, o Livro dos Recordes, morreu aos 21 anos. Segundo a agência AP, a idade da Dachshund Chanel equivalia a 147 anos de um humano.

Chanel morreu na casa de seus donos, no subúrbio de Port Jefferson Station, em Long Island. Denice e Karl Shaughnessy disseram que, nos últimos anos de vida, ela usava óculos coloridos, para proteger os olhos de uma catarata, e roupas, porque era muito sensível ao frio.

A Dachshund vivia com o casal desde que tinha seis semanas de vida, quando foi adotada por Denice, que servia ao exército, em um abrigo de Newport News, na Virgínia. Junto com o dono, o animal de estimação chegou a passar nove anos em uma missão na Alemanha, onde aprendeu a roubar comida da cozinha e escondê-la nas almofadas da sala.

O casal Shaughnessy entrou em contato com o Guinness depois de constatar que o livro não tinha registro do cão mais velho do mundo. O título foi concedido à Chanel em maio, durante uma festa em Manhattan patrocinada por uma empresa de comida para cachorros.

Com a morte de Chanel, Max, um cão de New Iberia, na Louisiana, pode obter o título de mais velho do mundo. Apesar de mais velho que Chanel, Max, 26 anos, ainda não teve sua idade reconhecida pelo Guinness.

Fonte: AP

One thought on “Cão mais velho do mundo morre aos 21 anos nos EUA

Comentar

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.